Prefeito Isaias Cabral e comitiva acariense continuam em Brasília participando de reuniões em defesa dos municípios.



A situação financeira precária dos municípios norteou a reunião entre a bancada federal do Rio Grande do Norte e dezenas de prefeitos potiguares, nesta quarta-feira (14). O Governo Dilma não pode reter 60% do que arrecada em suas mãos e repassar somente 15% aos municípios.


Pela Constituição, a União deve repassar 22,5% da arrecadação com Imposto de Renda e Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para o FPM. A comissão vai analisar a Proposta de Emenda à Constituição 406/09, que aumenta em 2% o repasse para o FPM.

Informações: Marcos Dantas