Ministério ameaça proibir Meu Pedacinho de Chão antes das 20h


Novela com forte apelo infantil, Meu Pedacinho de Chão corre o risco de ser proibida antes das 20h. O Ministério da Justiça avalia reclassificar a novela das seis da Globo como imprópria para menores de 12 anos, por conter cenas de consumo de "drogas lícitas" (álcool), o que inviabilizaria sua exibição antes das 20h.

Em despacho publicado ontem (30) no Diário Oficial da União, o ministério tornou público que considera o conteúdo da produção "incompatível com classificação autoatribuída pela emissora", de programa inadequado para menores de dez anos. 

Segundo o ministério, a Globo foi "instada" das incompatibilidades e comprometeu-se a manter a obra dentro dos padrões da classificação de 10 anos. De acordo com a emissora, os "conteúdos [inadequados para 10 anos] se apresentam em tons caricaturais e são abordados de forma esporádica". O ministério, então, resolveu monitorar Meu Pedacinho de Chão pelos próximos 15 dias para então decidir se reclassifica ou não a novela das seis.

Pelo histórico do Ministério da Justiça, tudo não deve passar de pressão para que a Globo passe a ser mais zelosa das regras de classificação indicativa. Na mesma edição do Diário Oficial de segunda, o ministério reclassificou para 12 anos a novela mexicana Abraça-me Muito Forte, do SBT. A medida, no entanto, foi inóqua: a trama saiu do ar em 30 de maio. No máximo, é isso o que acontecerá com Meu Pedacinho de Chão, uma reclassificação após o término da exibição.

Escrita por Benedito Ruy Barbosa e dirigida por Luiz Fernando Carvalho, Meu Pedacinho de Chão é o remake de uma obra original de 1971. Refeita em tom de fábula, mostra a disputa por terras sob o ponto de vista de uma criança. Os personagens são caricaturados. Tudo é colorido, os figurinos são de plástico e os cenários, de lata.