Presidente da Câmara endossa proposta que inclui Natal em rota aérea patrimônio da humanidade


Brasília (DF) – O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, endossou a proposta da Associação Memória da Aéropostale no Brasil (AMAB) que, em parceria com as fundações Latécoère e Saint-Exupéry, ambas francesas, vai propor a Unesco transformar em patrimônio imaterial da humanidade a rota aérea Toulouse (França) à Santiago( Chile) que, nos primórdios da aviação comercial, teve Natal como ponto principal de chegada e partida de passageiros e correspondências entre a Europa e América do Sul.

A proposta, segundo explicou a presidente da AMAB e procuradora das duas fundações no Brasil, Mônica Correa, deverá ser encampada pela prefeitura de Toulouse, na França, berço da aviação civil e capital espacial europeia, e ratificada pelo Brasil, que pelas dimensões continentais, tinha 11 escalas das 26 cidades de apoio aos voos comerciais da Latécoère.

A empresa francesa iniciou as atividades comerciais logo após a 1ª Guerra Mundial, em 1918; chegou ao Brasil em 1924 e teve Natal como ponto de ligação entre os dois continentes via Dakar no Senegal (África). Em 1933, a empresa Latécoère deu origem à Air France - empresa que dominou o mercado até a 2ª Guerra Mundial.

A historiadora estava acompanhada do deputado estadual Hermano Morais, que também apoia a ideia. Mônica Correa acredita que todo o processo levará cerca de dois anos até a proclamação do resultado pela Unesco.