Deputados sugerem comissão para acompanhar enfrentamento da seca no RN

Crédito da foto: João Gilberto


A seca que castiga diversos municípios do Rio Grande do Norte foi debatida na manhã desta terça-feira no plenário da Assembleia Legislativa. O deputado Vivaldo Costa (PROS) destacou previsão baseada em estudos científicos de mais quatro anos de inverno irregular ou seco no Nordeste.


“Em Currais Novos, o açude Dourados, já está seco. Daqui pro final do ano, Itans vai secar. Não tem como mensurar os prejuízos que isso provoca. Por isso é importante que o governo do estado priorize o enfrentamento da seca”, destacou.

Aproveitando a pauta aberta por Vivaldo Costa, o deputado Raimundo Fernandes (PROS) sugeriu a criação de uma comissão que possa acompanhar o trabalho de enfrentamento a estiagem, considerada a pior dos últimos 100 anos. E ainda cobrou uma solução plausível.

“A seca está intensa, os animais estão morrendo. É preciso que a Casa forme uma comissão para acompanhar o problema da seca. E com isso cobrar uma posição clara e dura para ter retorno para o RN”, apontou. O presidente da Casa, deputado Ricardo Motta (PROS), reiterou apoio aos deputados.