Artista cubana chama atenção do mundo com fotografias artísticas numa série intitulada: "Os Intocáveis"




A primeira imagem refere-se à pedofilia no Vaticano. Segundo abuso sexual infantil no turismo na Tailândia e o terceiro refere-se à guerra na Síria. A quarta imagem refere-se ao tráfico de órgãos no mercado negro, onde a maioria das vítimas é crianças de países pobres; quinto refere-se a disparar nos Estados Unidos. E finalmente, a sexta imagem refere-se à obesidade, culpando as empresas de grande fast-food.

A nova série produzida pelo artista cubana Erik Ravelo foi intitulado como "Os intocáveis", são fotografias de crianças crucificadas por seus supostos opressores, cada um por uma razão diferente e uma mensagem clara, pretende reafirmar o direito das crianças a ser protegido e reportar abuso sofrido por eles, especialmente em países como Brasil, Síria, Tailândia, Estados Unidos e Japão.