Secretaria de Saúde de Acari inicia Inquérito Sorológico sobre Doença de Chagas na área ruaral


Nesta segunda-feira (21) a Secretaria Municipal de Saúde de Acari recebeu os técnicos da Secretaria de Saúde Pública do RN para iniciar os trabalhos do “Inquérito Estadual de Soroprevalência da Infecção Chagásica” da região. O inquérito tem como objetivo investigar a situação atual da transmissão da Doença de Chagas no Seridó e a meta de trabalhar em 27 localidades rurais, totalizando 407 amostras sanguíneas para análise.

Com a equipe estadual formada por Dra. Vânia, Marlei, Maria do Socorro, Marize, Gilmar e Antônio, além da colaboração da Coordenação de Endemias e Agentes Comunitários de Saúde do município, o cronograma ficou organizado, tendo como ponto inicial o Assentamento do Bico d’Arara terça-feira, dia 22 de julho.

Considerando que a doença de Chagas constitui um grave problema de saúde pública na América Latina, pois estudos apontam para prevalência de infecção pelo Trypanosoma cruzi em torno de 12 milhões de pessoas e, no Brasil, a doença incide em praticamente todos os estados; como o Nordeste é a segunda região com mais contaminações do país, a secretária de saúde Virginia Lélia considera de fundamental importância este inquérito para avaliar o estado atual de transmissão da infecção/doença de Chagas na área rural da região do Seridó, o que está além da avaliação do impacto das ações de controle exercidas.