Rebelião articulada pelo PCC chega ao Seridó


Momento tenso no presídio "Pereirão", de Caicó. Detentos estão promovendo uma rebelião citando as mesmas reivindicações dos presos da capital do Estado. O quebra-quebra é grande e os agentes penitenciários estão sendo convocados para tentar conter a situação. 


Perante todos esses motins a secretária estadual de segurança pública, Kalina Leite Gonçalves, diz que não tem acordo: “Não há possibilidade de negociação com os presos”. O que o poder público tem que fazer é garantir os direitos constitucionais. Agora, nenhuma possibilidade de negociação com preso. O preso tem uma norma a seguir, que é através do processo judicial. Ele tem que ficar encarcerado com as normas da lei de execução penal." Disse