Geógrafo da UFRN explica o fenômeno da "Bola de Fogo"

image

Muito se comenta de uma bola de fogo vista pela região Seridó do estado e em várias partes do país. Segundo informações, o acontecido foi por volta das 20:00 desta segunda feira (20).

O Geógrafo Leo Santos trás uma explicação para o fenômeno, confira:

"Pelos relatos, parece se tratar mesmo do popular “estrela cadente”, mas com uma intensidade maior, possivelmente pelo tamanho do objeto e maior luminosidade ao se desintegrar na atmosfera. Nosso planeta é envolto de uma camada gasosa chamada atmosfera. Devido a força de gravidade da Terra, alguns corpos celestes que vagam o espaço sideral são atraídos, mas ao se chocarem com a camada gasosa e devido sua alta velocidade, esses objetos acabam se desintegrando em pleno ar. Essa desintegração provoca o fenômeno ótico de algo se movendo com grande luminosidade e rapidez. Dependendo do tamanho pode ser considerado um meteorito e partes de seus fragmentos não desintegrados podem cair na superfície terrestre (assim como de outros planetas).

Não há motivo para pânico, uma vez que grandes corpos celestes estão fora da rota de colisão com nosso planeta e, ainda assim, agências espacias pelo mundo, a exemplo da NASA, monitoram esses maiores para possíveis providências preventivas."

Leo Santos (Geógrafo e professor de Geografia pela UFRN)

Fonte: Blog Agora Vai