Procuradores pedem apoio ao Legislativo e Executivo para categoria


Os procuradores do Estado tiveram reunião, na tarde desta quinta-feira (25), com representantes do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa para discutir a possibilidade de encaminhamento de proposta para reajuste salarial à categoria. Durante a reunião, o Governo afirmou que será feita uma avaliação sobre os pleitos da categoria.

Atualmente, os salários dos procuradores não estão vinculados ao de nenhuma categoria, mas há a paridade e os servidores devem receber vencimentos nos mesmos valores dos promotores de Justiça, por exemplo. Contudo, após os aumentos concedidos aos membros do Ministério Público e do Tribunal de Justiça, os procuradores estão com subsídios em valores inferiores aos das outras carreiras jurídicas.

O governador em exercício Fábio Dantas (PCdoB) disse entender o pleito dos procuradores, mas argumentou que o Estado passa por situação complicada e é preciso se discutir a viabilidade do reajuste. "Eu e o deputado Ezequiel já conversamos com o governador antes de sua viagem e, quando ele retornar, vamos ter nova conversa e procurar uma alternativa, para saber se poderemos ou não encaminhar o projeto para a Assembleia", explicou Fábio Dantas.

Aberto para fazer a mediação dos pleitos dos procuradores junto ao Executivo, Ezequiel afirmou que está ao lado dos servidores e que o próprio governador também considera justo o pleito dos procuradores. "A Assembleia, historicamente, tem atuado na resolução de impasses entre Poderes e as categorias e nesse caso não será diferente", garantiu o presidente da AL, Ezequiel Ferreira em reunião que contou também com a presença da secretária-chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, e de procuradores do Estado.